Play

Ruben Östlund

Suécia, França, Dinamarca2020118 MinSueco

Legendas: DE, EN, ES, FR, HU, IT, PL, PT, RO, UA

Não disponível

Indisponível

PLAY, do realizador sueco Ruben Östlund, chocou a plateia e proporcionou momentos de reflexão mais do que suficientes na sua exibição na Quinzena dos Realizadores, em Cannes.

- Cineuropa -

Play

PLAY é uma observação astuta baseada em casos reais de bullying, acabando, também, por abordar questões de racismo e de integração na Europa. Entre 2006 e 2008, no centro de Gotemburgo, na Suécia, um grupo de rapazes, com idades entre os 12 e os 14 anos, assaltou dezenas de outras crianças. Os assaltantes recorriam a um esquema complexo denominado "truque do irmão", que incluía role-play e dinâmicas de gangues, em vez de violência física.

  • Quinzaine des réalisateurs 2011
  • Prémio LUX 2011
  • Com:  Anas Abdirahman, Sebastian Blyckert, Yannick Diakite, Sebastian Hegmar, Abdiaziz Hilowle, Nana Manu, John Ortiz, Kevin Vaz
  • Produção:  Plattform Produktion, Coproduction Office ApS, Parisienne de Production

Ruben Östlund é um filme inspirado numa história de Gotemburgo. Entre 2006 e 2008, um grupo de adolescentes de origem africana desenvolveu uma estratégia para extorquir dinheiro a outras crianças num centro comercial. Através de engenhosas técnicas de role-play e uso de retórica, conseguiam atingir os seus objetivos sem recorrer à violência com vítimas que eram forçadas a obedecer à chantagem de sua livre vontade. O realizador sueco desenvolveu um filme que questiona as nossas regras sociais e o politicamente correto. PLAY oferece um bom ponto de partida para refletirmos sobre questões de racismo e integração na Europa.

- Olivier Père, Diretor do ARTE France Cinéma -

Ruben Östlund

Ruben Östlund nasceu em 1974, na pequena ilha sueca de Styrsö, e tornou-se um realizador de renome com vários prémios no seu repertório. INVOLUNTARY estreou em Cannes, em 2008, e trouxe-lhe reconhecimento internacional. Dois anos mais tarde, ganhou o Urso de Prata em Berlim com a curta INCIDENT BY A BANK. A estreia de PLAY (2011) decorreu em Cannes, na Quinzena dos Realizadores, onde recebeu a distinção 'Coup de Cœur". Foi também nomeado para "Un Certain Regard", em Cannes, onde recebeu o Prémio do Júri. O filme foi selecionado para inúmeros festivais e ganhou 16 prémios de Melhor Filme Estrangeiro. THE SQUARE é o quarto filme de Östlund a estrear em Cannes e a primeira longa metragem a entrar na Seleção Oficial. Ganhou a Palma de Ouro em 2017 e foi nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2018.

Algo que achei muito interessante foi que todas as vítimas sabiam, desde o início, que iam ser assaltadas. Mesmo assim, seguiram os assaltantes até becos vazios (...). Aparentemente, nós humanos temos tanto medo de questionar as normas que tentamos evitar o conflito — caos — o máximo possível.

Descarregue As nossas apps