Son of Sofia

Elina Psykou

Grécia, França, Bulgária2017111 MinRusso, Grego

Legendas: NL, EN, ES, FR, IT, PL, PT, DE, RO, HU

Devido a questões de copyright, este filme não está disponível no seu país.

Indisponível

Em Atenas, durante os Jogos Olímpicos de 2004, um rapaz de 11 anos chega da Rússia para viver com a sua mãe depois de estarem dois anos separados. A realizadora recorre à sua história pessoal como ponto de partida para mostrar um retrato da classe média-baixa numa Grécia à beira do colapso económico. Tendo um ambiente quase claustrofóbico como pano de fundo, este drama descontrói alguns dos mitos sobre a sociedade grega.

- Olivier Père, Diretor do ARTE France Cinéma -

Son of Sofia

(O Gios tis Sofias)

Atenas, Jogos Olímpicos de 2004. Misha, de 11 anos, chega da Rússia para viver com a mãe, Sofia. O que ele não sabe é que há também um pai à sua espera. Enquanto a Grécia vive o sonho olímpico, Misha é violentamente catapultado para o mundo dos adultos, vivendo sobretudo no lado negro dos seus contos de fadas preferidos.

  • Festival Internacional de Cinema de Sarajevo - Prémio Art Cinema
  • Festival Internacional de Cinema de Tribeca - Seleção Oficial
  • Com:  Viktor Khomut, Valery Tcheplanowa, Thanasis Papageorgiou
  • Produção:  Heretic Creative Producers, Chouchkov Brothers, KinoElektron
  • Vendas internacionais :  Heretic Outreach

Esta história de passagem para a idade adulta mergulha na mente irreal do protagonista, em que as fantasias sobre animais, homicídio e a mãe se misturam de forma sinistra. Enquanto o seu estilo preciso é, ao mesmo tempo, a base do seu poder desconcertante e a razão para a sua inércia pontual, deve chamar a atenção de um público amante de cinema art-house.

- Variety -

Elina Psykou

Nascida na Grécia em 1977, Elina Psykou estudou Cinema e Sociologia. Em 2013, a Variety considerou-a um dos "10 European Directors to Watch" (10 Realizadores Europeus a Ter em Conta). Hoje em dia, como produtora, Elina faz parte da equipa da pós-produção do Pack of Sheep do Dimitris Kanellopolous e, como realizadora, na pré-produção do primeiro documentário, STRAY BODIES, e no desenvolvimento da sua terceira longa-metragem, PATRIMONIAL FEARS AND OTHER SYMPTOMS, que participou no mercado de co-produção da Berlinale de 2019.

O meu filme gira em torno de estereótipos do bom e do mau. No final do filme, deveria ser claro que não há nem bom nem mau: apenas diferentes pontos de vista.

Descarregue As nossas apps